quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

100 escovadas antes de ir para a cama.

Um trecho do livro que me envolveu:

Diante do espelho, eu me admiro, extasiada com as formas que vão pouco a pouco se delineando, com os músculos que ganham um contorno mais modelado e seguro, com os seios que começam a aparecer sob as camisetas e se movem suavemente a cada passo.
Muitas vezes, sempre com a minha figura refletida no espelho, enfio devagar um dedo e, olhando-me nos olhos, sinto em relação a mim mesma um sentimento de amor e de admiração. O prazer de observar-me é tão grande e tão forte que logo se transforma em um prazer físico que chega com uma sensação inicial de cócegas e termina num calor e num estremecimento novos, que duram poucos segundos.

Dia iluminado para todos ;)

8 comentários:

Evelyne Freitas disse...

Jéssica,
Eu não li o Livro, talvez veja o filme pra ver se Maria Valverde vai dar conta de Melissa.

Anônimo disse...

Olá, Jéssica.
Vendo esse pedaço do livro, já dá pra perceber que ele é lindo. Nada melhor que o amor-próprio.
Recomendo "Quando me amei de verdade". É pequeno, mas é maravilhoso.

Beijo na alma, paz profunda.

Raissa Dias disse...

oiiiiiiiiiii...xaudades

D.Ramírez disse...

É ..lindo m esmo oque li, muito..e acho que todas vocês devem sentir o mesmo que a personagem sente.
Até eu senti, vendo, como se eu fosse o espelho;)

Besos

Angelo disse...

Eh diferente do q escrevo, mas extremamente interessante, qual era o livro?

Evelyne Freitas disse...

Tem Meme pra vc no meu Blog! Pass Lá!

Eu® disse...

O mais genuíno ato de amor por si mesmo consiste na difícil tarefa de fazer brilhar a luz que tem dentro de nós. Amor próprio enquanto nao é narcisismo, faz muito bem!

Pierrot disse...

Pois... tantas coisas boas... a admiração pelo nosso ego, o crescimento.
Gostei do que gostaste
Bjos daqui
Pierrot