quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Em sintonia com a alma.


Minha paz de espírito, meu amor próprio.
Minhas ânsias, de querer voltar a amar.
O meu desejo incontrolável de querer o impossível.
E se eu chorar será o essencial para minha trilha sonora.
Pelo meu silêncio, quero transmitir o que sinto.
Às vezes me deixo levar pela emoção.
Mais a razão é algo que não abro mão.
Valorizo o meu espaço.
Busco harmonia em minha alma.
Respeito e amo meus próprios sentimentos.
(Jéssica)

1 comentários:

Pablo disse...

nao muito longe e em pouco tempo , estarei prestigiando sua alma e sua presença... continue assim cada dia mais iluminada. Te desejo tudo que ha de melhor nesse e em outros mundos!